Elsa Teixeira

"O cuidador (parente com forte relação afetiva e de proximidade), quando se vê perante um familiar com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) é invadido por um conjunto de pensamentos e emoções negativas e que não estão apenas associadas às perdas biológicas inerentes à progressão da doença do seu ente querido. Os hábitos diários, os objetivos a longo prazo, a vida social, as rotinas, as vivências sofrerão, obrigatoriamente, mudanças profundas, que obrigam a que seja necessário encontrar constantemente soluções rápidas para fazer frente às contínuas perdas ocorrentes.

São sentidas dificuldades que se prendem com:

- exigências de ordem psicológica;

- exigências de ordem física na prestação de cuidados;

- dificuldades em conciliar a vida profissional com a prestação de cuidados;

- restrição na vida social;

- forte redução das receitas orçamentais e aumento da despesa;

(...)"

Elsa Teixeira Sobre cuidar da pessoa com ELA Cuidador / Familiar