Ajudas para a comunicação na ELA

As Ajudas para a Comunicação podem ser utilizadas como apoio para melhorar a eficácia da comunicação oral ou para substituição da fala, nos casos em que a pessoa com ELA não consegue utilizá-la.
 

Tabela de Letras e Símbolos


 

Quando a fala se torna difícil de entender, o doente pode usar o recurso à escrita manual (um simples bloco de notas) ou a tabelas em papel com letras ou símbolos. 



Conversa usando fala sintetizada




Pode também usar aplicações informáticas que transformam texto em fala (denominada fala sintetizada). Estas aplicações podem ser instaladas em telemóveis, tablets ou outros computadores e são importantes ajudas para a comunicação. O doente escreve (através do teclado do computador ou por seleção no ecrã táctil do tablet) o que pretende falar e aciona o comando de fala. As ajudas para a comunicação podem substituir a fala do doente, sempre que os outros não o entendam. Muitos doentes utilizam a fala sintetizada para conversar com pessoas em presença, ou para falar ao telefone.




Stephen Hawking a escrever com movimentos da cabeça



Quando o doente sente limitações motoras nos membros superiores, que tornam difícil a escrita manual ou a escrita no teclado do telemóvel ou computador, existem ajudas para a comunicação alternativas. Por exemplo, é possível escrever no computador através de programas que não precisam do rato e/ou do teclado (utilizando movimentos da cabeça, dos olhos ou de alguma outra parte do corpo, entre outros).

 






Tablet com fala sintetizadaMesmo quando os doentes de ELA não são utilizadores de computador nem de outros meios informáticos, estes equipamentos podem tornar-se importantes ajudas para a comunicação. Por exemplo, o acesso a um computador tablet, pequeno e leve, pode possibilitar a utilização de fala sintetizada (para substituir a fala natural) na comunicação em presença ou por telemóvel, ou o envio de mensagens escritas por email ou SMS, como alternativa à comunicação por voz. Estes dispositivos podem ainda ser utilizados para outros tipos de comunicação utilizando internet (por exemplo, email ou acesso a redes sociais).







A escolha das ajudas para a comunicação deve ser avaliada, de acordo com as necessidades, capacidades, contexto social e motivação de cada doente. 

 

 

Últimas Notícias

02
NOV
APELA
APELA participa na No...
21
OUT
APELA
A generosidade entre ...
19
OUT
APELA
Conheça a nova Presta...