Quais os sintomas que a caracterizam e quais as formas de apresentação inicial da ELA?

Quais os sintomas que a caracterizam?

Na ELA, os músculos que fazem mexer o nosso corpo vão ficando mais fracos e cansam-se mais rapidamente, podendo haver atrofia muscular. Frequentemente os doentes referem pequenos saltos involuntários nos músculos (fasciculações), fadiga e cãibras.

Pode haver dificuldade na mobilização articular por os músculos estarem mais presos (espasticidade). Dado termos músculos para mexer as pernas e os braços, para falarmos, para mastigarmos e engolirmos e, muito importante, para respirarmos e tossirmos, pode haver queixas envolvendo quaisquer deles. Alguns doentes referem ainda aumento da quantidade de saliva (sialorreia), por dificuldade na sua deglutição automática.



Quais as formas de apresentação inicial da ELA?

  • Medular (mais frequente): quando os primeiros sintomas envolvem músculos dos braços ou das pernas (por exemplo, o doente refere sentir dificuldade na marcha por um dos pés arrastar  ou dificuldade em abotoar a roupa por fraqueza de uma das mãos);
     
  • Bulbar: quando existe dificuldade em articular as palavras (disartria), ou dificuldade em mastigar e engolir (disfagia);
     
  • Respiratória: quando existe falta de ar (dispneia) durante o esforço físico ou mesmo em repouso, podendo ocorrer quando os doentes estão deitados, levando-os até a dormir sentados. A tosse pode ser deficiente, com dificuldade em eliminar a expectoração;
     
  • Axial: quando a fraqueza muscular envolve músculos do pescoço ou do dorso, fazendo com que o pescoço possa para diante ou necessidade de o doente se encostar quando está sentado, bem como desequilíbrio durante a marcha;
     
  • Difusa: quando é difícil localizar os primeiros sintomas por haver, desde o início, queixas em todo o corpo.

Últimas Notícias

22
MAI
APELA
Estudo SexLab...
05
MAI
APELA
Inscrições para o 9º ...
24
ABR
APELA
ELA sem tempo a perde...