Neste evento, com lugar no auditório do Fórum Picoas, no próximo dia 21 de Junho, destacar-se-ão alguns dos tratamentos farmacológicos e não farmacológicos responsáveis por atrasar a progressão da doença, as investigações em curso, as perspetivas futuras em termos de novos medicamentos; as tecnologias de apoio à comunicação existentes para promover a inclusão digital da pessoa com ELA, e promover-se-á um espaço de reflexão sobre os novos usos do corpo na sociedade atual e de que forma é possível fazer nascer novas formas de arte corporal por intermédio desses usos, dessas reinvenções, dessas readaptações.